Unisseixal-Exposições

Artes Decorativas

Artes decorativas é um termo utilizado para descrever trabalhos ornamentais ou funcionais e diferenciá-los das artes plásticas. Atualmente, esse é um termo antiquado para descrever áreas ligadas ao design.

A expressão "artes decorativas" foi cunhada durante a Revolução Industrial para descrever a separação de trabalho que ocorreu a partir das mudanças tecnológicas que afetaram o mercado de artistas e artesãos. O termo é, portanto, de grande significância para a história do design e das artes plásticas.

Um termo que ainda persiste, e que é quase um sinônimo de artes decorativas, é arte aplicada

Pintura e Porcelana

Origem

O termo que deu origem ao nome porcelana vem do italiano porcellani, ou porquinhas (porcellino é a palavra para leitão em italiano), que é o apelido das conchas de cauri em Veneza, tão macias ao tato quanto o "pequeno jarro verde acinzentado"[1] que Marco Polo trouxe de sua viagem ao Oriente, especificamente da China.[2] O apelido das pequenas conchas acabou por originar o nome do material porcellana em italiano.

A porcelana é uma variedade de cerâmica dura e resistente, branca, às vezes translúcida, que é preparada a partir de uma mistura triaxial de caulimfeldspato e quartzo.

Todas as evidências apontam para o surgimento da porcelana na China da época "Tang" que teve na época "Song" a sua mais refinada produção com o afinamento da massa, elegância de formas e introdução de novos vernizes, culminando, na época "Ming" com expansão e desenvolvimento até o século XIX.

Tapetes de Arraiolos e Bordados Tradicionais

Os Tapetes de Arraiolos são o símbolo incontornável da Vila de Arraiolos. Com séculos de história, bordados à mão por gerações e gerações de bordadeiras, fazem parte do artesanato mais conhecido de Portugal, estando a ser preparada a sua candidatura a Património da Humanidade. São o expoente do conhecimento passado de gerações em gerações, sendo um artesanato de valor impar, espalhado pelos quatro cantos do mundo. Existe em Arraiolos o Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos, na Praça do Município, onde se pode conhecer toda a história dos tapetes, bem como os processos de produção, desde a lã, ao produto final.

Bordados

Os bordados bem como as rendas são uma Tradição Portuguesa em várias regiões do país. Os bordados tradicionais portugueses evidenciam-se pelos materiais usados, pelas técnicas utilizadas e também nas bases  onde assentam os bordados.

Muitos dos pontos utilizados nos bordados em Portugal deram entrada no país, no tempo dos descobrimentos, através de reproduções que nos chegavam do exterior. Posteriormente, as várias regiões que os adoptaram deram-lhes uma marca muita própria e exclusiva, resultando com isso um cunho característico dessa localidade. Temos como exemplo os bordados de Viana do Castelo ou da Ilha da Madeira, entre tantos outros.

Em determinadas ocasiões, o bordado representa a classe social de quem o usa no seu vestuário, espelhando não raramente o seu estilo e sensibilidade.

O bordado é uma arte têxtil que documenta e evidencia não apenas os desejos das demandas da época, mas igualmente o gosto da bordadeira.
Ao longo dos tempos e desde sempre desempenhou um papel significativo na economia local, apesar dos condicionalismos que a indisponibilidade de determinadas matérias primas pudesse ocasionar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.